quinta-feira, 7 de outubro de 2010

anatomia de grey

"Existem muitas dependências. É chocante os tipos que existem. Tudo seria mais fácil se fosse apenas drogas, alcool ou cigarros.
A parte difícil de conseguir superar um vício é querer acabar com ele. A dependência existe por algum motivo, certo? Muitas vezes, o que começa por ser uma parte normal da nossa vida acaba por atravessar o lado do obsessivo, do compulsivo...fica fora de controlo. O mal dos vícios é que nunca acabam bem. porque no fim, aquilo que nos drogava, deixa de ser bom e começa a magoar-nos. Costuma-se dizer que não largamos o vício até batermos no fundo, certo? Mas como sabemos que batemos no fundo? Não importa o quanto uma coisa nos magoa; às vezes deixá-la dói ainda mais .."

9 comentários:

  1. Primeiro é preciso reconhecer a nossa depêndencia e quanto mal estamos a fazer a nós próprios.
    Depois temos de consciencializar-nos de que podemos acabar e que somos capazes. Cada um é o herói de si próprio.
    Falo com experiência.
    Deixei de fumar em 2002. Nem eu algum dia imaginava a força que existe dentro de nós.
    Naquela tarde disse:
    - É hoje não fumas mais, não compra nem pedes...
    Depois avisei os colegas de que tinha deixado o tabaco e eles riram-se. Então disse-lhes:
    - Esperem para ver !
    Depois deixei o café e todas as bebidas alcoólicas e cada dia faço por vencer muitas dependências que nos perseguem. As drogas são as mais claras mas aquelas pequenas coisas que não se vêem também nos prejudicam e cada dia procuro vencer pequenos defeitos e vícios.

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante :)

    Já sigo =P
    Beijinho , Filipa

    ResponderExcluir
  3. Deixar essa coisa pode doer mais, mas depois acaba por passar. Sobretudo se esse vício nos estava a "matar inconscientemente".
    O importante é reconhecermos que o melhor é deixar para trás; ganhar força e, sobretudo, coragem.

    ResponderExcluir
  4. O maior problema na minha ideia não é propriamente o vicio falando de dorga ou alcool principalmente, o problema é quando n há nada para alimentar esse vicio, porque enquanto há está tudo bem... obviamente, teremos que ter em consideração o tipo de pessoa que é, ninguem poderá dizer que aquele "homem" é agressivo com o alcool, ele já o tem de ser, o alcool só o liberta... tou sem vontade de escrever mais, mas acho que fica aqui a minha opiniao

    ResponderExcluir
  5. podes crer! mas existe um vicio bem pior que drogas, alcool ou tabaco!

    ResponderExcluir

meus seguidores.