terça-feira, 23 de novembro de 2010

1# CARTA AO MEU MELHOR AMIGO


Há 5 anos que estamos ao lado um do outro (tu  viste-me crescer, é verdade), e, por incrível que pareça lembro-me do dia em que te conheci, da roupa que vestia, de tudo (já te demonstrei várias vezes que tenho todas as nossas memórias guardadas). Para te ser sincera, nessa noite, não estava nem aí para ti, tu deves ter visto mas, aos poucos e poucos foste-me mostrando a pessoa que eras, começaste a cativar-me; lembro-me de te ter dito “és das melhores pessoas que conheço”, e ao fim destes anos tenho provas suficientes de que não me enganei.  És das poucas pessoas que esteve sempre a meu lado, ajudaste-me a crescer; muito do que eu sou devo-te a ti!
Afastamo-nos sem motivo aparente, ou talvez por pessoas que nem vale a pena referir, mas foi tudo muito melhor quando começamos a nossa “segunda amizade” -  como tu dizes - porque, com isso descobrimos um outro sentimento que havia em nós, e agora, depois de muitas lágrimas, somos muito mais do que simples melhores amigos! O sentimento existia, eu é que não me apercebi disso antes.
Queres que confesse uma coisa? TENHO MEDO! Medo de perder o meu melhor amigo, por “isto”
Nós andamos sempre "às turras", mas olha, és lindo e eu amo-te, tenho dito.





domingo, 21 de novembro de 2010

Lembras-te do nosso primeiro beijo? Foi há, sensivelmente, 4 anos (não sei ao certo). Não demorou assim tanto tempo e, certamente, não foi o beijo que se vê nos cinemas mas foi bom à sua maneira e tudo o que consigo recordar daquele momento foi que quando os nossos lábios se tocaram pela primeira vez, eu sabia que a recordação ia durar para sempre. E DUROU. Mas, quem nos diria que os nossos caminhos se iam cruzar outra vez?


meus seguidores.